Volta as Aulas e a Segunda Onda

blog-image
Compartilhe

Na maior cidade do Brasil, São Paulo, a Prefeitura publicou decreto agora no inicio de novembro  autorizando a volta das aulas presenciais para escolas do ensino regular, liberando também as atividades extracurriculares, tanto na rede pública quanto privada.
Uma excelente noticia também para a arte da dança, mas a ida dos alunos fica por conta da decisão dos pais. Ao mesmo tempo boas de noticias, agora surge uma segunda onda do corona vírus, que vem ocorrendo em alguns países europeus, por aqui os pessimistas já apostam em uma segunda onda e, novas paralisações, o fato é que as escolas privadas, já perderam muito mais da metade de seus alunos, estão de joelhos com suas finanças e, para piorar ainda concorrem com dezenas de ofertas de aulas online “grátis”.

A dança foi um dos setores que mais sofreram em 2020, com os efeitos das medidas tomadas em decorrência da pandemia. Não apenas as escolas públicas, como particulares. O ensino da arte da dança privado enfrentou muitas dificuldades para manter as suas atividades, evitando ter que demitir professores e funcionários, além da crescente evasão de alunos, por causa da crise econômica. Nem todos os pais conseguiram manter seus filhos nas escolas. Mesmo as escolas públicas também tiveram problemas, pois nem todos os alunos puderem atender as demandas no sistema de ensino on line. Para que as aulas funcionem adequadamente, no sistema online, é preciso que todos os alunos tenham as mesmas condições técnicas, com equipamentos que permitam as interações que se fazem necessárias, com os professores. O ensino da arte da dança deve ser visto com muito cuidado. Temos hoje muitos meios tecnológicos e acumulação de conhecimento, a disposição, para que possamos aperfeiçoar melhorias em todos os aspectos. Governo e sociedade organizada devem atuar juntos apoiando a cada um dos profissionais que atuam na dança. Sabemos de todos os transtornos causados e o quanto a dança sofreu o impacto da pandemia, mas precisamos dar respostas efetivas aos desafios existentes, buscando meios de suprir as lacunas e atender nossos alunos, também professores e demais profissionais da arte da dança durante e pós-pandemia. Podemos de modo criativo, contribuir para encontrar soluções e dar apoio aos que precisam, para que possamos garantir um ensino da arte dança de qualidade e preparar a atual geração para o tempo presente e futuro.

 

Ajude-nos a manter o trabalho da Dança Brasil!
Nosso jornalismo acompanha e divulga a arte da dança.
Está a serviço da arte da dança e da diversidade de opinião.
Há 28 anos, a Dança Brasil exercita o jornalismo transparente, fiel à verdade factual, atenta à diversidade cultural na área da dança.
Nunca antes o jornalismo se fez tão necessário e nunca dependeu tanto da contribuição de cada um dos leitores.
Faça parte da Dança Brasil! Assine, contribua com um veículo dedicado a produzir diariamente uma informação de qualidade, profunda e analítica.
A arte da dança agradece.
Clique no link abaixo e faça sua assinatura anual por apenas R$ 55,00.
https://checkout.yapay.com.br/transacao/t7ad201b02198eb1521da9bacbcfd6980