Sesc Santana apresentará dois espetáculos de dança

blog-image
Compartilhe

Nos dias 11 e 15 de novembro, sábado, às 16h, e quarta (feriado), às 14h, o Sesc Santana apresentará dois espetáculos de dança abertos ao público, “Nimba” e “Rua Flu”, respectivamente. O primeiro, do coletivo Trupe Benkady, parte de elementos dos balés africanos para prestar homenagem ao espírito feminino presente em todos os seres. Já a segunda montagem é uma estreia da Cia. Mover, que propõe por meio de jogos coreográficos que se pense as relações sugeridas pelos espaços. Confira a programação: Nimba | 11/11, sábado, às 16h | Livre | Grátis | Deck de entrada Nimba presta homenagem ao espírito feminino existente em todos os seres. Parte-se do princípio de que, independente do gênero, toda pessoa traz em si energias masculinas e femininas que têm a potencialidade de gerar, criar, acolher, nutrir, impulsionar, estimular e transmutar. A produção é do coletivo Trupe Benkady, que tem como essência a dança africana, partem dela para apresentar um universo milenar ao público. Deste modo, realizam releituras de obras de balés africanos em um processo de internalização da dança, de aceitação, adaptação e reinterpretação do corpo. Trupe Benkady é um grupo paulistano que apresenta um repertório de ritmos e movimentos dos balés tradicionais do Oeste Africano, tendo como base a música e a dança Mandingue. Ficha técnica: :: Concepção e direção: Flávia Mazal :: Dançarinos: Flávia Mazal, Louis Handenberg, Munique Mendes, Nathalia Freitas, Rafael Rodrigues, Ton Moura :: Músicos: Hiles Moraes (Djembe), Leandro Santos (Trio de Dununs), Oumar Sadio (Balafon) :: Produção: Maísa Castro Rua Flu | 15/11, quarta, às 14h | Livre | Grátis | Área de convivência Voltado para o público infanto-juvenil, o espetáculo tem o espaço e a improvisação como dispositivos de criação. São experimentadas as possibilidades de pensar o espaço como fluxos, linhas e mapas, construindo zonas de afeto e traçando linhas de fuga. Dividido em quatro cenas, o espetáculo mistura dança, contação de histórias, música ao vivo e jogos interativos. Produção da Cia. Mover, que tem como principais elementos o formato em arena, os jogos coreográficos e a interação com o público. A Companhia foi criada em 2009, com o objetivo de juntar diversos profissionais e linguagens artísticas distintas para realizar pesquisa e criação em artes. Tem como princípios a democratização do fazer artístico e a emancipação do espectador. Ficha técnica: :: Interpretes-criadores: André Moraes, Dayana Crisostomo, Evelin Danzi, Karen Moraes, Kessia Midory, Peticia Carvalho e Rogério Marcondes :: Contação de história: Karen Moraes :: Trilha sonora original: André Moraes :: Direção: Peticia Carvalho :: Direção artística: Marcelly Boccia e Karen Moraes Vagas limitadas. Inscrições no local com 30 minutos de antecedência. SERVIÇO: Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo Acesso para pessoas com deficiência – estacionamento. Estacionamento - R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 a hora adicional - desconto para credenciados. Para informações sobre outras programações ligue 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br