São Paulo Companhia de Dança volta a Santo André

blog-image
Compartilhe

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD) – da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança sob direção de Inês Bogéa -, volta a Santo André para duas apresentações gratuitas nos dias 2 e 3 de março, às 20h00, no Teatro Municipal Antônio Houaiss. Além dos espetáculos noturnos, a SPCD apresenta ainda um Espetáculo Gratuito para Estudantes e Terceira Idade, no dia 2, às 15h00, e duas Oficinas de Dança, no dia 3, às 10h00 e às 11h30. As atividades também são gratuitas.

O repertório será formado por The Seasons (2014), de Édouard Lock; Instante (2017), de Lucas Lima; e Ngali… (2016), de Jomar Mesquita com colaboração de Rodrigo de Castro. “Essa é a terceira vez que dançamos em Santo André. Para nós é uma alegria estar presente nas mais diversas cidades comemorando os 10 anos da companhia de dança do Governo do Estado de São Paulo”, afirma Inês.

Educativo

A programação das atividades educativas inicia-se no dia 2, sexta-feira, às 15h00 com o Espetáculo Gratuito Para Estudantes e Terceira Idade. Na ação, o público estabelece um contato geral com o universo da dança: assiste a coreografias do repertório da SPCD e recebe um material didático com ilustrações assinadas por cartunistas brasileiros. Durante a atividade, são realizadas algumas brincadeiras com os alunos, trazendo a dança para uma linguagem lúdica e divertida.

No dia 3, sábado, às 10h00 acontece a Oficina de Balé Clássico, seguida pela Oficina Repertório em Movimento, às 11h30, ministradas por Milton Coatti, professor ensaiador da Companhia. Na oficina de Balé Clássico, os participantes têm a oportunidade de conhecer um panorama da técnica de balé clássico usada em uma companhia profissional. Já na oficina Repertório em Movimento, os alunos poderão vivenciar trechos de coreografias que compõem o repertório da SPCD.

Para participar das atividades é preciso se inscrever pelo e-mail educativo@spcd.com.br

As obras

The Seasons (2014)
Coreografia: Édouard Lock
Música original: The Seasons, Gavin Bryars, publicada pela Schott Music Ltd, e executada ao vivo pela Percorso Ensemble, dirigida por Ricardo Bologna
Cenografia: Armand Vaillancourt
Figurinos: Liz Vandal (mulheres), Édouard Lock (homens)
Estreia pela SPCD: 2014, Teatro José de Castro Mendes, Campinas, Brasil

As imagens criadas por Édouard Lock em The Seasons revitalizam o sentido da memória da dança. Na cena se podem observar diversas camadas, que interagem umas com as outras – dança, música, cenário e luz – e criam novas relações, tanto para quem vê, quanto para quem está na cena. Cada gesto tem seu correspondente em um movimento da luz, que corta o espaço como se editasse ao vivo o que se vê. O gestual oscila entre movimentos vigorosos e de muita suavidade. Lentidão e rapidez intensa permeiam as cenas, na velocidade do pensamento, desorientando nossa percepção.

Instante (2017)
Coreografia e figurino: Lucas Lima
Música: On the Nature of Daylight, de Max Richter
Iluminação: Nicolas Marchi
Estreia pela SPCD: 2017, Sesc Jundiaí, São Paulo, Brasil

Instante é uma criação de Lucas Lima para o Ateliê de Coreógrafos Brasileiros e tem como ponto de partida a música de Max Richter, que ganhou novas dinâmicas no movimento dos bailarinos da SPCD. Segundo o coreógrafo, a obra trata de “um instante para se encontrar, e outro para se perder. Um instante para decidir, para seguir, para voltar, para se arrepender”. É uma coreografia que introduz novos impulsos e dinâmicas nos movimentos do balé, dialogando com a contemporaneidade.

Ngali… (2016)
Coreografia: Jomar Mesquita com colaboração de Rodrigo de Castro
Músicas: Por Toda a Minha Vida, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes cantada por Cibelle; Melancolia e Uma Canção pra Você (Jaqueta Amarela), de Assucena Assucena executada por As Bahias e a Cozinha Mineira; Segunda Chance, composta e executada por Johnny Hooker; Volta, de Lupicínio Rodrigues cantada por Adriana Calcanhoto; O Desejo Do Desejo Do Desejo, de Celso Sim e Pepe Mata Machado; Vai Saber, de Adriana Calcanhoto cantada por Marisa Monte.
Figurino: Fernanda Yamamoto
Iluminação: Joyce Drummond
Estreia pela SPCD: 2016, Teatro Sérgio Cardoso, São Paulo, Brasil

Segunda criação de Jomar Mesquita para a SPCD, a obra tem como referência a peça teatral La Ronde, de Arthur Schnitzler – escrita em 1897, a obra retrata diferentes relações amorosas que incluem um terceiro – e traz elementos da dança dois a dois para retratar as diferentes formas de amar. Ngali é uma palavra de origem aborígine da Austrália Ocidental, cujo significado, sem correspondente em outro idioma, é: “nós dois, incluindo você”. Em oposição a outro pronome da mesma língua – Ngaliju – que quer dizer: “nós dois, excluindo você”.

Crédito da foto: Michelle Molinar | Cena de Instante, de Lucas Lima

 

The Seasons | Instante | Ngali…
São Paulo Companhia de Dança
Dias 02 e 03 de março de 2018
Sexta e sábado, às 20h
Local: Teatro Municipal de Santo André Antônio Houaiss
Rua Delfim Moreira, 4 – Centro – Santo André/SP
Ingressos: Gratuitos (deverão ser retirados 1 hora antes do espetáculo)
Duração: 60 min
Classificativa: Livre

Espetáculo gratuito para estudantes e terceira idade
Dia 02 de março de 2018
Sexta, às 15h

Oficina de Dança
Dia 03 de março de 2018
Balé Clássico, às 10h
Repertório em Movimento, às 11h30
Inscrições pelo e-mail educativo@spcd.com.br