Roberto Motta e Alini Lima - duas vidas dedicadas a dança de salão

blog-image
Compartilhe

Proprietários de uma das mais tradicionais escolas de dança do país, a Interacto -localizada na zona norte de São Paulo, Alini e Roberto são referência quando o assunto é dança a dois. Com um currículo que conta com aulas ministradas em congressos, como: Baila Floripa, Baila Costão, Semana da Cultura Latina, Congressos Mundiais de Salsa, Sampa Dança, Festidança, Costa Luminosa World Cruise e FIEL, e shows e aulas em países como: Argentina, Uruguai, Japão, China, Malta, Itália e Espanha. Os dançarinos mostram como a amizade e a qualidade do trabalho são essenciais para o sucesso que já dura mais de 20 anos. Roberto Motta teve seu primeiro contato com esta arte aos 14 anos. Todas as manhãs no caminho do colégio passava em frente a uma escola de dança, mas como o local não tinha placa de identificação, e ele reparou que sempre saiam muitas garotas de lá ficou curioso. Em um determinado dia resolveu entrar para saber o que era e para sua surpresa além de descobrir que era uma escola de dança recebeu o convite para participar das aulas de jazz. Após 3 anos se dedicando ao pax de deux de jazz precisou abandonar a paixão por alguns motivos, entre eles o fato de sua família não poder sustentar os seus estudos e também pela necessidade de começar a trabalhar para ajudar em casa. Mas o destino o colocaria novamente na dança e de forma definitiva. Por volta dos 18 anos resolveu frequentar uma casa de cultura (atualmente Fábrica da Cultura) e o curso escolhido foi: dança de salão. Depois disso não parou mais, conheceu outros professores que lhe apresentaram a possibilidade de aprender, de auxilia-lo nas aulas e possibilidade de se tornar um grande dançarino. E como tudo foi sendo escrito em sua vida artística encontrou sua partner e sócia Alini, a união profissional que seria mais que perfeita. O primeiro contato deles aconteceu pela coincidência de morarem no mesmo bairro e terem um amigo em comum Joel Elias. Alini participava dos ensaios organizados por Joel e foi lá que conheceu Roberto. Mais foi depois de um tempo, quando ela foi fazer aulas no Jaime Aroxa Jardins, que nasceu a parceria entre eles. E no ano de 2001 resolveram que além de dançar juntos montariam seu próprio espaço, a Interacto. Para Alini, a dança sempre foi uma paixão desde a infância, mas foi na adolescência com 17 anos, que entrou em uma oficina cultural e realmente começou a se dedicar a esta bela arte. Fez aulas de jazz, dança do ventre, dança cigana e foi para acompanhar uma amiga que queria muito fazer dança de salão que resolveu conhecer a modalidade. Ela não tinha muito interesse na dança de salão e até chegou a dizer para amiga que iria apenas na primeira aula. Só que tudo mudou, não só fez a primeira aula como se apaixonou pelo estilo e não parou mais. Desenvolveu sua dança cada vez mais e logo conheceu Roberto e o desenrolar da história já contamos acima. Com uma formação multidisciplinar, os dançarinos, ministram aulas de ritmos como Samba, Bolero Rock, Soltinho, Salsa, Tango, Zouk, entre outros. E seus trabalhos são conhecidos pela técnica perfeita, beleza e qualidade. Juntos fizeram parte do elenco brasileiro do Latin Dance Company, dirigido por Junior Cervila. Integraram a cia Tango e Paixão, foram jurados de campeonatos e festivais, tiveram uma Cia com nome da escola e foram consultores de dança para vários programas de televisão. Roberto foi semifinalista do quadro Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão/Tv Globo, com a atleta Maurren Maggi. Pesquisa o corpo e suas relações fundamentais para a dança a dois, equilíbrio, postura, eixo, contato, transferências de peso, harmonia, ritmo e musicalidade e suas conexões com a definição de saúde da OMS (Organização Mundial da Saúde). Além disso, Alini e Roberto são bicampeões do Troféu Baila Mundo na categoria Bolero. Foto - Alini Lima e Roberto Motta \ Divulgaçao