Reversible

blog-image
Compartilhe

Na quarta-feira, dia 28, o Teatro Cacilda Becker, no Largo do Machado, Zona Sul do Rio, recebe o solo Reversible, às 19h. Com entrada gratuita, a montagem criada em 2015 pelo bailarino e coreógrafo francês Bouziane Bouteldja, tem como tema a opressão religiosa e as antigas tradições da cultura muçulmana. Por já ter sido vítima de intolerância, o bailarino mergulha nas raízes da religião para tentar entender como o corpo e os espíritos se submetem à opressão moral, física e religiosa. Situações criadas por um ambiente propício a tabus, frustrações, violências morais, físicas e sexuais.

O objetivo do Reversibleé falar sobre o problema do corpo, sobre saber como o corpo pode ajudar a curar um trauma. O título, portanto, tem um significado concreto e otimista. Este solo conta a história de um corpo livre de múltiplas prisões que podem estar relacionadas à religião, educação que evita a emancipação ou aos códigos sociais de uma comunidade. Em todo lugar, o estresse é exercido e o corpo se acostuma, mas às vezes, a pressão acumulada precisa sair. Na vida, a dança também é um meio para libertar-se dessas tensões. A montagem, reconhecida internacionalmente, terá uma versão diferente para a apresentação no Teatro Cacilda Becker. A duração do espetáculo de dança será reduzida em menos 30 minutos.

Sobre a Cia Dans6t
Criada em 2001 por um grupo de jovens, a Associação e Cia Dans6t é dirigida desde 2007 pelo coreógrafo Bouziane Bouteldja. O trabalho da companhia se organiza em torno de diversos eixos: criações coreográficas de Bouziane Bouteldja; dança a serviço da ação cultural e social; ações vinculadas à política para as cidades (dispositivos do Ministère de l’Intérieure do Ministère de la Culture) e aulas de dança. Segundo os idealizadores, dar um testemunho das experiências vividas por meio da dança é uma necessidade vital do coreógrafo. As criações são fruto de encontros que reforçam o desejo de trazer à cena seus questionamentos.

Sobre o coreógrafo e bailarino Bouziane Bouteldja
Bouziane Bouteldja descobriu o hip hop em 1998 praticando o break dance. Membro da Zulu Nation. Em 2009, criou sua primeira peça coreográfica : Pas si compliqué. Com o tema boa alimentação e dança como atividade física, Kif l’équilibre, foi criada em 2010. Em 2012, criou a peça Altérité, em parceria com Coraline Lamaison, que tem como foco o questionamento das diferenças. Com este projeto, recebeu o prêmio do júri no concurso de dança contemporânea (Re)connaissance. Com o intuito de elaborar a coreografiaRéversible, Bouziane se associou a Gilles Rondot, com quem desenvolveu uma reflexão sobre a emancipação do indivíduo no mundo árabe-muçulmano, também no contexto dos debates franceses sobre a laicidade e a liberdade de consciência. Esta peça foi apresentada mais de 30 vezes em diversos festivais na França e também em outras partes do mundo. Em 2016, com Faux semblants, Bouteldja se questiona: “Podemos ser nós mesmos, devemos desempenhar papéis para sermos aceitos e ouvidos?”. Esta peça foi apresentada em 10 de novembro de 2016 no Parvisda Scène Nationale de Tarbese, em seguida, na França e no Marrocos. Nesse mesmo ano (2016), o coreógrafo foi nomeado Chevalier des Arts et des Lettrespelo ministro da Cultura (França).

Serviço:

Solo Reversible, da Cia Dans6t
Com o coreógrafo e bailarino Bouziane Bouteldja

Dia 28 de fevereiro, quarta-feira, às 19h

Espetáculo gratuito

 

Local: Teatro Cacilda Becker
Rua do Catete, 338
Largo do Machado – Rio de Janeiro (RJ)
Tel.: (21) 2265-9933

Read more: http://www.funarte.gov.br/danca/solo-gratuito-%e2%80%98reversible%e2%80%99-faz-unica-apresentacao-no-teatro-cacilda-becker-no-rio/#ixzz57fQccPW9
Follow us: funarte on Facebook