Peso Bruto

blog-image
Compartilhe

Peso Bruto, solo da bailarina Jussara Belchior, integrante do Grupo Cena 11, faz parte da programação da Narrativas do Invisível – Mostra Rumos 2015-2016. O espetáculo tem a proposta de questionar o estranhamento do corpo gordo na dança, uma forma de resistência que contesta os padrões de beleza e comportamento na tensão entre formato e embalagem, aparência e conteúdo. As apresentações acontecem no instituto de 20 a 22 e de 27 e 29 de outubro (sextas-feiras a domingos).

É uma dança que dialoga entre o peso, o desejo, o apetite, a beleza e a sensualidade, colocando em contraposição o controle e a brutalidade. “Investe-se aqui na palavra gorda e não em suas metáforas, explorando desde já desassociar seu aspecto pejorativo”, afirma Jussara. São essas reflexões que os espectadores são convidados a ter. Peso Bruto explora a materialidade do próprio corpo como caminho de empoderamento, questionando as noções da gorda como subjetividade que opera um corpo errado, inadequado, não permitido, não belo e não desejável.

Nesta pesquisa, a junção das palavras peso e bruto expande as possibilidades da expressão, articulando sua potência. Segundo a artista, nos corpos, o peso é medida da gordura, estar acima do peso ideal é mal visto e peso torna-se sinônimo de algo ruim. Já o bruto está relacionado ao que é grosseiro, rude ou não lapidado. Essas analogias provocam uma reflexão sobre o que se pode entender como embalagem de um corpo e qual seu conteúdo. Peso Bruto é a análise de um corpo que se sabe gordo, pesado e forte, mas que não se limita a essas qualidades.

Sobre o Rumos Itaú Cultural
O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados. 

Nesta edição de 2017-2018, os projetos inscritos serão examinados, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

Em seguida, passarão por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

Sobre Narrativas do Invisível – Mostra Rumos 2015-2016
Até 5 de novembro, o Itaú Cultural apresenta Narrativas do Invisível – Mostra Rumos 2015-2016, que reúne um recorte da produção contemplada na última edição deste que é um dos primeiros editais públicos de fomento à arte e à cultura no país. A mostra apresenta 24 trabalhos, entre os 117 projetos selecionados pelo programa, formando um conjunto que se debruça sobre questões inquietantes do mundo contemporâneo. Os demais trabalhos estão presentes na mostra em referências, textos e vídeos disponíveis para consulta do público.

Conceitos como invisibilidade, deslocamento e território, além de questões que passam despercebidas pelo olhar da sociedade brasileira estão entre os temas dos projetos contemplados no mais recente edital do instituto, reunidos em exposição, debates e apresentação de espetáculos.

Ficha Técnica de Peso Bruto:
Criação, produção e dança: Jussara Belchior
Interlocução: Soraya Portela
Dramaturgista: Anderson do Carmo
Trilha Sonora: Dimitri Camorlinga
Figurino: Joana Kretzer Brandenburg
Iluminação e Designe Gráfico: Marcos Klann
Fotografia: Cassiana dos Reis Lopes

Peso Bruto
De Jussara Belchior
Na programação de Narrativas do invisível – Mostra Rumos 2015-2016
De 20 a 22 e de 25 a 27 de outubro (sextas-feiras e sábados, às 20h; domingos às 19h) 
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 16 anos
Piso -2
100 lugares
Entrada Gratuita
Retirada de ingressos:
Público preferencial: duas horas antes do evento, com direito a um acompanhante (ingressos liberados apenas na presença de ambos)
Público não preferencial: uma hora antes do evento, um ingresso por pessoa