Onde a dança invade?

Compartilhe

Gostaria de fazer diferente nessa edição. Sempre falamos de nosso corpo, a importância com o cuidado com nossas bases corporais, nossa evolução como bailarinos, professores e corpo, corpo, corpo...

Mas hoje, já que o nome do Projeto é “A dança comVIDA, quero que você reflita :

Onde está a VIDA neste convite?

Onde está o cuidado com as suas vontades ou com a vontade do outro?

O seu corpo reflete aquilo que sua alma pede?

Mas o que sua alma quer?  

Da onde veio esse amor pela dança?

Da onde veio essa entrega e essa busca incessante?

Tem alguém por trás disso, além de você? Qual o seu propósito?

Qual o seu verdadeiro objetivo?

Por que às vezes estamos mais preocupados em nos separar do que nos unir?

O que em algum momento deu errado e nos tornamos rivais?

Ora, se estamos aqui para um propósito e esperamos que este propósito se concretize, não seria mais fácil darmos nossas mãos?

Não seria mais fácil nos unir?

O que te trouxe a este amor?

Lembra de quando você era criança?

De quando dançava?

 Do que você precisava?

Hoje, seus alunos precisam do que de você?

Hoje seus companheiros de trabalho precisam do que de você?

Hoje, o mundo espera o que de você?

E o que você espera do mundo?

Qual seu sonho?

Todos nós começamos com um sentimento muito bom quando somos introduzidos na dança. E por algum motivo, por alguma pedrinha no caminho, às vezes nos desviamos. Ficamos com o coração duro para algumas situações, nos negamos a ver, nos negamos a ouvir e nos negamos a sentir. A dança se torna uma coleção de movimentos, uma sequência decorada, assim como a vida.  

Aí te pergunto, onde está o seu coração em tudo isso?

Onde está sua entrega e para quem você se entrega?

Talvez hoje você pense muito nos outros. Pense em sua família que não te apoia, pense em seus colegas que te criticam e pense em um mundo que te engole.

Aprendemos a ser racionais demais e esquecemos por um instante o motivo de tudo isso:  Nós.

A alegria do nosso coração ao ouvir uma música, fechar os olhos e se transportar para um outro mundo. Um mundo mágico, só nosso.

Sabe aquele momento em que o mundo é  só seu?

Em que você fecha os olhos e nada mais existe?

Por isso dançamos. Pois nosso corpo fala muito mais alto do que qualquer voz poderia.

O que isso tem a ver com o corpo? O que isso tem a ver com saúde?

Isso tem a ver com muito mais, isso tem a ver com VIDA. A dança comVIDA.

 

Luana Silva - Licenciada em dança pela Faculdade Paulista de Artes; - Pós graduada em Cinesiologia, Anatomia e Biomecânica do treinamento físico;Pós graduada em Atividade adaptada; - Dança Contemporânea com Andrea Pivatto; - Formada em Jazz Dance por Bianca Pessoa e Andrea Sposito; - Curso livre de Ballet Clássico; - Técnica de Enfermagem na Casa André Luiz, Hospital Geral de Guarulhos (Pronto Socorro e Centro Cirúrgico); - Técnico de Enfermagem do Trabalho na empresa ABB; - Bailarina, Professora de Dança, Coreógrafa e Preparadora Corporal de Atores.