Novidades para o Brasil do Youth America Grand Prix

blog-image
Compartilhe

A Revista Dança Brasil, através de seu editor Ivan Grandi recebeu na manhã desta segunda-feira dia 07 de maio, email do YAGP referente ao novo modelo de operação para seleção de candidatos da America do Sul.

Querido Ivan, 

Queremos que você tenha a oportunidade de entregar a mensagem aos dançarinos brasileiros em primeira mão, diretamente do YAGP.
 

 “Youth America Grand Prix teve um relacionamento de 15 anos com Passo de Arte e Marisa Pivetta como representante oficial do YAGP no Brasil. Agradecemos sinceramente os esforços da Marisa para construir a presença da YAGP no Brasil e seus muitos anos de trabalho em conjunto com a YAGP para fornecer bolsas de estudo e oportunidades de emprego para dançarinos brasileiros talentosos.   Nossa prioridade, em todas as partes do mundo, sempre foi encontrar tanto talento quanto possível - e ajudá-lo a crescer. Com isso em mente, estamos mudando para um modelo diferente de operação na América do Sul: em vez de ter um representante oficial, estamos expandindo nossa presença para incluir vários contatos do YAGP - ou parceiros - no continente sul-americano.

Continuaremos trabalhando com Marisa Pivetta e Passo de Arte - convidando os vencedores do 1º lugar em cada categoria para participar das Finais do YAGP em Nova York. Também trabalharemos com Katty Houlis e Guiomar Melo como nossos parceiros na América do Sul, que irão atuar em nosso nome para encontrar alguns dos mais promissores jovens talentos da dança no Brasil.

Outros parceiros na América do Sul incluirão Katty Gallo & Liana Vinacur na Argentina, Suzanne Neumann no Peru e Nicolas Rivera na Colômbia.  

Não podemos garantir que com a expansão do nosso sistema de seleção, o número de brasileiros selecionados para as Finais do YAGP aumentará. O número máximo de solistas nas finais é 500. Na temporada passada, o YAGP disputou 9 semifinais internacionais e 26 semifinais nos Estados Unidos. Apenas pegar os 3 primeiros vencedores em cada categoria já chega perto de preencher a cota. O que podemos garantir, no entanto, é que faremos tudo o que pudermos para criar oportunidades para tantos dançarinos talentosos quanto possível - no Brasil e em todo o mundo.

 Isso significa que, para acomodar todos os talentos, podemos distribuir mais espaço (maior porcentagem) para solistas do Brasil do que muitos outros países. Isso também significa que a YAGP trabalhará com seus parceiros em nível regional para oferecer bolsas de estudos e oportunidades profissionais para aqueles que não puderem viajar para Nova York.  

Nossa prioridade sempre foram os dançarinos - encontrar o máximo de talento possível e criar oportunidades para que ele crescesse. Agradecemos a todos os nossos parceiros por trabalharem conosco para cumprir nossa missão ”.

Larissa Saveliev
Youth America Grand Prix