FOCUS CIA DE DANÇA OCUPA TEATRO CACILDA BECKER

blog-image
Compartilhe

A partir de 27 de janeiro o Teatro Cacilda Becker, no Largo do Machado, será ocupado pela Focus Cia de Dança. Durante o período, dois espetáculos da companhia, elogiados pela crítica, “As canções que você dançou pra mim” e “3 pontos...”, serão apresentados em conjunto com trabalhos de quatro grupos cariocas convidados: Crutz Cia de Dança, Cia Nós da Dança, Grupo Carlota Portella eGrupo Nimo. A ocupação “FOCUS EM CENA COM ...” também irá oferecer bate-papos e aulas abertas.

 

SOBRE A FOCUS

A Focus Cia de Dança é uma das mais atuantes e aclamadas companhias do país. Consagrada pela crítica especializada e pelo público, cada vez mais numeroso, a Cia encerrou o ano de 2016 somando 115 apresentações em todo o território nacional e no Canadá, onde participou com quatro trabalhos de repertório no Festival Quarties Danse em Montreal, em setembro. Dirigida e coreografada por Alex Neoral, a Focus recebeu, em novembro/2016, a Comenda da Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura, a maior condecoração da cultura brasileira que todos os anos agracia artistas e grupos de maior destaque no cenário artístico e cultural do Brasil naquele ano.

Entre 2010 e 2011, a Cia se apresentou em 32 cidades da França destacando a Bienal de Dança de Lyon. No exterior, levou suas obras para Canadá, Estados Unidos, Portugal, Itália, Alemanha e Panamá. No Brasil, para mais 80 cidades, entre capitais e cidades do interior. Em 2007 e 2008 seus trabalhos foram indicados entre os melhores do ano pelo Caderno B, do Jornal do Brasil. Em 2011, o trabalho “As canções que você dançou pra mim” foi eleito entre os 10 melhores pelo Jornal O Globo, e em 2012 pelo Guia da Folha de São Paulo, sendo um dos três melhores pela originalidade e simplicidade na opinião do júri especialista. Em 2014, estreou o espetáculo “Saudade de Mim” em parceria com o Projeto Portinari e João Cândido Portinari. Em 2016, o espetáculo “As canções que você dançou pra mim” ultrapassou a marca de 250 apresentações e mais de 80 mil espectadores. Recentemente estreou o espetáculo " Cinequanon" que cumpriu curta temporada em novembro/2016.

“As canções que você dançou pra mim”

 

O espetáculo As canções que você dançou pra mim, da Focus Cia de Dança, dirigido por Alex Neoral, retorna ao Rio de Janeiro para apenas 6 apresentações que fazem parte do projeto DANÇA VERÃO no Teatro Cacilda Becker com a ocupação “FOCUS EM CENA COM ...”. O espetáculo traz iê-iê-iês, canções românticas, clássicos de tirar o fôlego, emoções além do horizonte estão na construção da coreografia. Além de Alex Neoral, que também faz parte do elenco, estão Carol Pires, Clarice Silva/Sheila Fingier, Cosme Gregory, José Vilaça, Gabriela Leite, Marcio Jahú e Monica Burity.

 

“A escolha por Roberto Carlos surgiu de brincadeiras do elenco que durante as viagens da cia. cantava músicas do rei onde um ia interrompendo o outro, com outra música, a partir de uma palavra comum”, conta o diretor e coreógrafo Alex Neoral. “Uma canção  vai puxando a da sequência, formando uma grande história. É como se uma perguntasse e a outra respondesse”, completa Alex.  

 

Mais de 70 trechos das composições, sempre na voz do próprio Roberto em suas versões originais em clássicos dos anos 1960 a 1980 compõem As canções que você dançou para mim. Para Alex o desafio é duplo: mergulhar na obra de um artista tão popular, tão presente no cotidiano dos brasileiros, e colocar tal obra em diálogo com uma arte abstrata como a dança. Para completar o universo de referências à obra de Roberto Carlos, As canções que você dançou pra mim traz figurinos em tons de azul, que fazem alusão aos modelos e cortes das décadas de 1960 a 1980, com toques contemporâneos.  

 

Direção e Coreografia: Alex Neoral

Bailarinos: Alex Neoral, Carol Pires, Clarice Silva/Sheila Fingier, Cosme Gregory, José Vilaça, Gabriela Leite, Marcio Jahú e Monica Burity.

 

AULAS ABERTAS – Além das apresentações durante a ocupação também acontecerão aulas abertas GRATUITAS por meio de inscrição. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas com o envio do currículo para o e-mailfocusciadedanca@gmail.com. O público-alvo é de bailarinos profissionais.  Os selecionados serão comunicados via email.

Horário: 10h às 12h, as quartas (ministrada pelo grupo convidado) e quintas ministrado pela Focus.

 

“Um Samba de Amor Desfeito”

Crütz Cia. de Dança

 

O trabalho conta a história de relacionamentos falidos e suas implicações: o enfadamento do cotidiano, a traição, a tristeza da solidão e a dor das memórias felizes de um tempo passado. Através da mistura de influências coreográficas, da desconstrução da base de danças urbanas e da agregação de outros estilos, torna-se um projeto audacioso coreografica e estruturalmente.

 

Juntos desde 2010, os integrantes do grupo se reuniram com uma intenção que nunca mudou: reunir amigos e dançar. O cru, o verdadeiro, o primeiro, aquilo que naturalmente é. CRÜTZ. Saíram das salas de aulas e ensaios tradicionais. Buscam nas ruas, nas casas, nos bares e nas relações afetivas elementos para as criações. Trazem para a cena elementos do cotidiano que nos inspiram a investigar a infinidade de histórias que nele existem. A dança como fonte de instigação e reflexão.

 

Coreógrafa: Lucas Sauer e Ricardo Lima

Bailarinos: Ana Beatriz Rodrigues, Bia Perez, Carol Caldas, Clara Franciss, Diego Alves, Josh Antonio, Lucas Sauer, Marco Chaves, Nina Marques, Ricardo Lima e Roberta Moreira

 

“AutoRetrato”

Cia Nós da Dança

 

Concebido a partir de inúmeras conversas sobre a relação dos bailarinos com a dança e, mais especificamente, com a companhia. O espetáculo percorre muitos caminhos: a trajetória de cada um na companhia, a inspiração, o suor, a superação, a busca de reconhecimento, as dores musculares, o cansaço, dietas e dedicação movida pela paixão de estar em cena mostrando sua arte.

 

A Cia. Nós da Dança, sob direção de Regina Sauer, está presente nos palcos brasileiros desde 1981, sendo a companhia independente mais antiga do Rio de Janeiro. Sempre aberta a novas propostas, atuando em diversos espaços como teatros tradicionais, espetáculos ao ar livre, lonas culturais, festivais, promovendo palestras e workshops, além de participações em televisão.

Desde a sua criação, investe na aproximação da dança com o público, contribuindo para a ampliação do mesmo, e é com este olhar que participa ativamente de diversos festivais e ventos culturais pelo Brasil e no exterior.

 

Coreógrafa: Regina Sauer

Bailarinos: Thiago Manhães, Roberta Moreira, Stela Maris, Alan Rezende, Magno Pontes, Maicon dSouza, Patrícia Ruel, Clarissa Paes, Priscila Mendes e Igor Gallo.

 

SERVIÇO:

Apresentações: dias 27, 28 e 29/01

“Um samba de amor desfeito” – Crutz Cia de Dança +  “As canções que você dançou pra mim” - Focus Cia de Dança

Apresentações: dias 03, 04 e 05/02

“AutoRetrato” – Cia Nós da Dança +  “As canções que você dançou pra mim” - Focus Cia de Dança

Horário: sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h

Local: Teatro Cacilda Becker - Rua do Catete 338 - Largo do Machado

Informações: (21) 2265-9933

Ingressos: 30,00 (inteira) | 15,00 (meia)

Duração: 70 minutos

 

“3 PONTOS…”

 

Um a umInterpret. e Strong strings compõem um espetáculo que inicia fortemente uma pesquisa em duos. Com uma trilha musical que vai de Johann Sebastian Bach a Nirvana, 3 pontos... Em cena, os bailarinos vão de movimentos expansivos, que rasgam o espaço, a gestos pequenos e sutis. Quedas agressivas e imediatas são, também, um ponto marcante. Solos, duos, trios e quartetos são combinações usadas de várias maneiras durante o espetáculo. Na exploração do espaço, o coreógrafo também brinca com o estar aglomerado, o desejo de ocupar o mesmo lugar ou de explorar amplamente a cena. 

 

Um a um traz em sua essência a pesquisa de dois corpos que, juntos, geram novas possibilidades de movimento. Musicalmente, o trabalho é composto de seis movimentos, todos de Johann Sebastian Bach. O casamento do violoncelo com o piano traduz, nas músicas que acompanham a coreografia, o assunto que é nitidamente tratado na peça: a combinação de “um + um”

 

Interpret. A composição para violino solo “Chaconne”, de Johann Sebastian Bach, é uma obra que vem inspirando muitos criadores na área das artes. Investigar esta peça tão complexa é algo que também instigou o coreógrafo Alex Neoral.

Em cena, cinco bailarinos vão de movimentos expansivos, que rasgam o espaço, a gestos pequenos e sutis, e nessa exploração antagônica o elenco joga com o estar aglomerado, o desejo de ocupar o mesmo lugar ou de explorar amplamente a cena. Executada com música ao vivo. 

 

Strong Strings O corpo que é afetado diretamente pelas informações que nos cercam. Informações rápidas, imediatas, nervosas, que estimulam e definem movimentos.

Esta coreografia é embalada por músicas da banda americana Nirvana, com versões para quarteto de cordas.  A Cia. usa o ritmo tão proveniente dessa banda para usufruir de humor e energia em sua movimentação. Executada com música ao vivo. 

 

Direção e coreografia: Alex Neoral

Bailarinos: Alex Neoral, Carol Pires, Clarice Silva/Sheila Fingier, Cosme Gregory, José Vilaça, Gabriela Leite, Marcio Jahú e Monica Burity.

 

AULAS ABERTAS – Além das apresentações durante a ocupação também acontecerão aulas abertas GRATUITAS por meio de inscrição. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas com o envio do currículo para o e-mailfocusciadedanca@gmail.com. O público-alvo é de bailarinos profissionais.  Os selecionados serão comunicados via email.

Horário: 10h às 12h, as quartas (ministrada pelo grupo convidado) e quintas ministrado pela Focus.

 

“Arte em Movimento” (Trechos)

Grupo Carlota Portella

 

“Imagem, música e movimento”. A dança, dando vida à imagem, numa divisão de sentidos nas diversas linguagens apresentadas nesse espetáculo, onde mesclado à obra de três mestres da pintura, escolhemos o corpo, movimento e imagem como expressão poética nos levando a um significado. Por se tratar de um espetáculo completo apresentaremos trechos de cada uma das criações inspiradas nestes pintores.

 

BELO CAOS

Coreografa: Georgia Klier

Inspirado numa série de pinturas do artista brasileiro Jorge Guinle, que traduz à perfeição, a forma convulsa do mundo atual, onde a fronteira entre a arte e a vida tornam-se pontos indistintos.

 

SENHORITAS

Coreografa: Andrea Dias

As Senhoritas de Avignon, de Picasso é uma das responsáveis por revolucionar a história da arte. A obra, que tem influências africanas e cubistas, retrata um bordel onde estão pintados cinco corpos de mulheres em linhas irregulares e quebradas, figuras dessemelhantes que o trabalho procura mostrar de forma sutil.

 

AS NINFÉAS

Coreografo: Washington Cardoso  

Inspirado livremente na pintura de Claude Monet “Les Ninpheas”,

Num sentimento de total abstração, os bailarinos dançam como vestígios de tinta fragmentando seus movimentos ao infinito, ilimitado.

 

O Grupo Carlota Portella foi criado em 2010 com os coreógrafos Andrea Dias, Geórgia Klier e Washington Cardoso, sob a direção de Carlota Portella. O primeiro espetáculo apresentado foi “Dakini” no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro.

Em 2011 foi criado o espetáculo “Sob 3 olhares”. E em 2012 “Traços, Cores e Formas” com trabalhos dos mesmos coreógrafos.

Em 2013 o espetáculo  “Em Cartaz”, 2014 o espetáculo “Rubricas” e em 2015 “Sexto Mosaico” celebrando o sexto ano do grupo.

Nesse ano de 2016 o espetáculo “Arte em Movimento” conta com os três coreógrafos, Andrea Dias, Geórgia Klier e Washington Cardoso, e com a volta de Carlota Portella coreografando o grupo com a coreografia ‘Tela Branca’.

 

Direção Artística: Carlota Portella, Andréa Dias, Geórgia Klier, Washington Cardoso

Bailarinos: Ana Claudia Correa, Carolina Calmon, Daniel Venturi, Denise Gerchon,  Julia Nogueira, Luivane Peixoto, Maria Eduarda Abreu, Michell Alrybe, Patrícia Guimarães, Roberta Dalloz, Thiago Pereira,  e Washington Cardoso.

 

“Luz no Olhar”

Grupo Nimo

 

Como ocupar essa luz? Um trabalho que tem como cenário a luz e os corpos dos bailarinos. Uma brincadeira dinâmica de movimentos dentro de várias possibilidades de luz e sombras.

A proposta é mostrar o quão articulados podem ser os corpos e ver como isso é transformado de acordo com a luz que ele recebe.

 

Fundada em 2014 a NIMO vem fazendo um trabalho intenso de pesquisa e criação, tendo realizado nesse período as seguintes obras: Inquietudes; Pedaço de Mim; Bach; Zabé e Apenas Isso.

 

Coreógrafo: Gleidson Vigne

Bailarinos: Laura Ávila, Leilane Teles, Luisa Libório, Luiza Azeredo, Nayanne Cavalcante.

 

SERVIÇO:

Apresentações: 10, 11 e 12/02

Trechos de “Arte em Movimento” – Grupo Carlota Portella + "3 pontos...” - Focus Cia de Dança

Apresentações: 17, 18 e 19/02

“Luz no Olhar” – Grupo Nimo + "3 pontos...” - Focus Cia de Dança

Horário: sexta e sábado, às 20h, e domingo, às 19h

Local: Teatro Cacilda Becker - Rua do Catete 338 - Largo do Machado

Informações: (21) 2265-9933

Ingressos: 30,00 (inteira) | 15,00 (meia)

Duração: 70 minutos