EXPOSIÇÃO HOMENAGEIA SAMBISTAS DA VELHA GUARDA DE SÃO PAULO

blog-image
Compartilhe

Retratar e homenagear nomes importantes que atuam no samba paulistano, apesar da idade já avançada, é a proposta do projeto “Flores em Vida”. A iniciativa do fotógrafo Samuel Iavelberg, em parceria com a Ação Educativa, terá início nessa quinta-feira (29/9), com a exposição “A Generosa da Vila Santa Catarina”.

A personalidade escolhida é Maria Generosa da Silva, a Tia Nerosa, fundadora e destaque da comunidade Samba da Laje, uma das rodas de samba de rua mais antigas da cidade de São Paulo, promovida na Vila Santa Catarina, zona sul da capital.

“A ideia é justamente prestar um serviço para resgatar a memória do samba paulistano, ao trazermos as histórias de personagens da Velha Guarda, que continuam na ativa, evitando assim homenagens póstumas", explica Samuel Iavelberg. Além da mostra, haverá uma roda de samba comandada pela comunidade do Samba da Laje

DA LAJE PARA A RUA – Tudo começou porque Tia Nerosa tinha o hábito de celebrar os aniversários da família com uma feijoada completa e uma batucada de samba, na laje de sua casa, na Vila Santa Catarina.

Muito rapidamente, as festas começaram a atrair tanta gente que, simplesmente, a laje não deu mais conta do recado e as pessoas passaram a descer de lá e ocupar a rua. Com isso, os encontros familiares viraram uma tradição mensal.

Passados cerca de 20 anos, todo segundo domingo de cada mês tem feijoada e samba na porta da residência da Tia Nerosa, aberta para quem quiser conhecer e participar dessa confraternização de rua.

RETRATISTA DO SAMBA – Com estudos em fotografia realizados no Chile (Universidad Católica de Chile) e na Alemanha (Fachhochschule Koln) durante a década de 1970, Samuel Iavelberg trabalhou como correspondente da agência francesa “Gamma”, na Alemanha e em Portugal.

Suas fotos distribuídas pela “Gamma” foram publicadas em importantes revistas internacionais como “News Week”, “Time”, “Stern” e “Paris Match”. No Brasil, na década de 1980, atuou na agência de fotografia da Editora Abril (Abril Imagens) e da revista “Exame”. Em 1981, assumiu o cargo de editor de fotografia da revista “Isto É”. Três anos mais tarde passou a lecionar essa disciplina para alunos do curso de jornalismo da ECA-USP.

Entre as exposições coletivas que participou destacam-se “Fotógrafos brasileiros na Copa de 1982” (1982/1983), no Salão Fuji, em São Paulo; “Le brésil des bresiliens” (1983), no Centro Georges Pompidou, em Paris; e “Fotojornalismo retrata São Paulo” (1984), no MASP. Individualmente, promoveu as mostras “Retrato de mulher” (1982), em São Paulo; “Você vai se quiser: uma roda de samba” (2004), em São Paulo; “Não é só garoa: rodas de samba da periferia de São Paulo” (2005), em São Paulo; “1 ano sem Paqüera” (2015), em São Paulo; “10 fotos especiais para 100 anos de samba” (2015), em São Paulo.

 

SERVIÇO

Projeto “Flores em Vida”

Exposição fotográfica "A Generosa da Vila Santa Catarina" – homenagem a Tia Nerosa, fundadora do Samba da Laje

Abertura nessa quinta-feira (29/9), às 19h30, seguida de roda de samba da comunidade Samba da Laje – a mostra fica em cartaz até dia 30/10

Ação Educativa: Rua General Jardim, 660, Vila Buarque, São Paulo/SP