DOS PALCOS À TELONA.

blog-image
Compartilhe

A história do primeiro bailarino do Royal Ballet de Londres, vai virar filme em 2018. O longa será dirigido por Marcos Schechtman, ganhador do Emmy, em 2009, com a novela “Caminho das Índias.”

O filme contará a vida do brasileiro de 35 anos. Nascido em São Gonçalo e criado em Vila Isabel, fez dança de rua até ter seu talento descoberto para o ballet na adolescência. Thiago está radicado na Inglaterra há 16 anos, construiu uma carreira sólida e é exemplo e inspiração para muito jovens bailarinos.

Depois de ter se apresentado em São Paulo, em dezembro, em uma montagem de O quebra-nozes, Thiago retorna ao Rio de Janeiro no dia 13 de janeiro para uma nova temporada do espetáculo Roots, no Teatro João Caetano.

Com direção de Renato Cruz e Ugo Alexandre, Roots tem como objetivo promover um encontro entre a dança de rua contemporânea e o balé clássico. “Nossa ideia é tirar o Thiago da zona de conforto, do papel de príncipe. Queremos mostrar um artista mais visceral, que fica ofegante e sua. E, ao mesmo tempo, entender por que ele tem esse desejo de voltar às raízes”, diz Ugo, que conhece o bailarino há mais de 20 anos.