Bailarinos Brasileiros são contratados como solistas

blog-image
Compartilhe

A partir do dia 12 de agosto, cinco bailarinos da Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Maitê Nunes (RJ), Luanna Gondim (PE), Marcos Yago (PA), Gabriel Lopes (SP) e Sayron Alves (SP), vão realizar um grande sonho: fazer parte de uma companhia profissional no país do balé, na Rússia.

No mês de abril de 2018 os cinco jovens brasileiros participaram do Concurso Internacional de Balé XV Russian Open Ballet Competition “Arabesque 2018” - Ekaterina Maximova, uma grande vitrine artística. Eles surpreenderam com suas atuações e além de serem premiados receberam a recompensa mais almejada por um bailarino: o contrato profissional. A partir de agosto, iniciam seus trabalhos como solistas no Teatro de Ópera e Ballet de Perm. Os jovens se formaram em 2016 na Escola Bolshoi e desde então atuam na Cia. Jovem. Representaram a instituição em diversos balés, levando o nome da Escola Bolshoi para o Brasil e Exterior. São bailarinos versáteis, com potencial de interpretação e técnica. No ano em que o Brasil estará na terra das sapatilhas, a Rússia, em busca do hexacampeonato no futebol, o Bolshoi Brasil se consolida com reforços de ponta para os palcos russos, completando um timaço de brasileiros que atuam em várias companhias do país, fortalecendo os laços entre os países e elevando o nome do Brasil também no balé.

No mês de Julho dois ensaiadores/professores russos virão ao Brasil, Natalia Moiseeva e Vitaly Poleshuk e dois bailarinos, Polina Buldakova e Nikolay Lancev, da Cia. de Perm, para preparar os bailarinos para os balés O Lago dos Cisnes e Romeu e Julieta, com estreia prevista para setembro.

Agora os bailarinos se despedem da Escola Bolshoi nos espetáculo de Porto Alegre/RS, com a Grande Suíte do Ballet Don Quixote e com a Gala Bolshoi, em junho, no Teatro Juarez Machado, em Joinville/SC.

Os bailarinos deixaram suas impressões desse momento:

Gabriel Lopes, São Paulo/SP, 20 anos “Para ser um dos melhores você precisa estar entre os melhores. Trabalhar na Rússia era um sonho e está se tornando realidade. Como disse Ana Pavlova, ‘o trabalho transforma o talento em gênio’! Tenho muita gratidão a Escola Bolshoi por me ajudar a dar este grande passo! Eu estou muito feliz e gostaria de deixar uma mensagem para as novas gerações. Sonhem BOLSHOI”.

Luanna Gondim, Recife/PE - 20 anos – “Ir morar na Rússia é algo muito novo pra mim. É um ciclo que está se encerrando e outro que vai começar. Será uma experiência única, a realização de um grande sonho. Terei oportunidade de crescer e evoluir, além de mostrar meu trabalho em outros lugares, para outras pessoas. Sei que vai ser um grande desafio. O Bolshoi marca um momento especial pra mim, onde passei um período de construção e muito amadurecimento. A Escola e todos que fazem parte dela vão ficar pra sempre marcados em nossa arte e fazer parte de quem nós nos transformamos.”

Marcos Yago, Belém/PA, 21 anos – “Participar da Cia. Jovem e daqui ir direto em um Teatro na Rússia, com um contrato de solista, é um sonho sendo realizado. A Ópera de Perm é um Teatro que tem grandes balés de repertório, faz turnês para vários países, e estou muito feliz com a oportunidade de dançar novos papeis. Quero construir uma história na Ópera de Perm e me consolidar lá dentro. Comecei a dançar no Bolshoi Brasil e sempre me dediquei muito para alçar voos mais altos, e estou conseguindo.”

 

Sayron Pereira, Campinas/SP, 20 anos – “Ir para Perm será um momento muito marcante para mim, que não consigo descrever em palavras. Significa um passo enorme na minha carreira, minha chance de ser reconhecido pelo meu trabalho. A Escola Bolshoi foi a melhor fase da minha vida, pois foi aqui que comecei a olhar pra frente em relação ao balé e me tornei profissional.”

 

Maitê Nunes, Niterói/RJ, 20 anos – “A Escola Bolshoi me proporcionou muitas oportunidades. Foram várias viagens, muito amadurecimento pessoal e profissional e amigos para a vida toda. Ingressar na Cia. Jovem foi um presente, que me ajudou muito a crescer e a ver o mercado da dança com outros olhos. E agora me despeço cheia de saudades. Estou realizada em ter a oportunidade de dançar em um teatro renomado, sei que vou crescer muito, tanto na vida pessoal quanto profissional. O convite para dançar em Perm foi inesperado, e agora quero aproveitar essa oportunidade com unhas e dentes.”

 

Teatro de Ópera e Ballet de Perm
Um dos mais antigos teatros de música da Rússia que permanece fiel  no desenvolvimento de ópera e balé.  Construído em meados do século 19, durante a Segunda Guerra Mundial tornou-se uma das maiores referências, conservando-se ao longo de sua história.  Sua companhia de balé, composta por 90 bailarinos, é uma das mais tradicionais da Rússia. O repertório inclui os principais balés clássicos da história e o teatro ganhou destaque ao interpretar as obras de George Balanchine. Atualmente o Diretor é Alexei Mirochnichenko.

 

Escola Bolshoi

Instalada na cidade de Joinville, no Estado de Santa Catarina, desde 15 de março de 2000, a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, única filial do Teatro Bolshoi de Moscou no mundo, tem transformado vidas de crianças e jovens. A sua missão é formar artistas cidadãos.

Seus alunos, vindos de vários cantos do país e do exterior, em sua maioria, provenientes dos extratos menos favorecidos da sociedade, recebem 100% de bolsa de estudo e benefícios que garantem uma formação de excelência, e proporcionam um futuro mais digno. O Bolshoi Brasil é um grande celeiro de talentos, 72% dos bailarinos formados atuam no mercado mundial da dança.

A Escola Bolshoi é uma instituição privada, sem fins lucrativos, que recebe apoio do Governo e dos Amigos do Bolshoi, empresas e pessoas físicas socialmente responsáveis e comprometidas com a causa, que apoiam a instituição por meio de serviços prestados pro bono e aportes financeiros, com ou sem incentivos fiscais.